1 ano de retrocesso, com o PS o concelho de Almada Perde

Um ano de PS na Presidência da Câmara Municipal de Almada confirma um quadro de retrocesso em relação ao rumo de progresso e desenvolvimento que, no Concelho de Almada, os Almadenses construíram com a CDU ao longo dos anos após a Revolução de Abril de 1974.CDU ao longo dos anos após a Revolução de Abril de 1974.

O PS, pelas opções que toma, tem baixado a fasquia na defesa dos interesses e aspirações dos Almadenses

O PS tem tentado esconder a actual situação de retrocesso através da insinuação e da calúnia, mostrando mais preocupação em destruir do que em construir e um vazio de capacidade de proposta e acção próprias.

Este retrocesso encontra no PS o seu principal e determinante obreiro ainda que seja secundado pelo PSD e, em alguns momentos de grande importância, pelo BE.

Com o PS, o Concelho de Almada perde!

É cada vez mais difícil ao PS esconder a realidade, que salta à vista dos Almadenses, que com o PS o concelho de Almada perde:

  • um Projecto de Desenvolvimento Local próprio, prestigiado e de referência;
  • na Educação com o fim de projectos educativos e respectivo processo de envolvência da comunidade escolar que estas iniciativas implicavam, nomeadamente o Carnaval das Escolas e as Marchas Infantis;
  • na Cultura, no Desporto e no Movimento Associativo e Popular com o bloqueio de iniciativas diversas através de cortes muito significativos em apoios logísticos e financeiros por parte da Câmara Municipal às diversas instituições;
  • na limpeza e recolha do lixo com opções do PS que levaram a que pela primeira vez, durante vários dias, não houvesse recolha diária de resíduos;
  • na participação democrática com o fim dos Fóruns da Juventude, Cultura e Desporto;
  • na defesa dos Valores de Abril com a tentativa de boicote ao desfile popular comemorativo do 25 de Abril e no esvaziamento político no espectáculo comemorativo da noite de 24 para 25 de Abril;
  • nos direitos dos trabalhadores com a limitação das liberdades sindicais e o despedimento dos 51 trabalhadores da limpeza e higiene urbana da Câmara, tão necessários ao Concelho;
  • com a aceitação irresponsável e acrítica da transferência de encargos, por parte do Poder Central, que irão colocar ainda mais em causa o cumprimento das actuais competências do Município, o que revela uma atitude de subserviência da Câmara Municipal às políticas do governo.

Uma força que se projecta no futuro!

O Projecto da CDU mantém a sua vitalidade e actualidade

Apesar do retrocesso momentâneo que para o povo do Concelho de Almada significa uma realidade em que o PS ocupa a Presidência da Câmara Municipal de Almada, a CDU em Almada tal como no país, continua a ser a grande força de esquerda no Poder Local Democrático e a principal garantia de que os legítimos interesses e aspirações dos Almadenses continuam e continuarão a ser defendidos.

Será com a CDU que o Concelho de Almada

Retomará o seu caminho de progresso e bem estar!