A propósito das alegadas dificuldades na transição de poderes entre o executivo municipal da CDU e o novo executivo do PS em Almada, reafirmadas uma vez mais na entrevista que a Presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros, dá ao Jornal Expresso e publicada na edição de 18 de novembro daquele semanário, a CDU de Almada reafirma que foram colocados à disposição da nova Presidente da Câmara Municipal de Almada, e de quem ela entendesse por bem informar, todos os elementos sobre os assuntos e dossiês em desenvolvimento no Município no momento da transição de mandatos.

Mais reafirma a CDU que antes da transição de mandatos, a todos os dirigentes da Câmara Municipal de Almada foi solicitado que elaborassem informações detalhadas sobre todos os assuntos e dossiês que se encontrassem no âmbito das suas responsabilidades e respetivas unidades orgânicas, trabalho que foi realizado e disponibilizado aos novos eleitos.

Os vereadores eleitos pela CDU disponibilizaram-se igualmente, desde o início deste processo, para prestar todos os esclarecimentos adicionais que a Presidente da Câmara Municipal de Almada entendesse como necessários para além daqueles que lhe foram transmitidos pelos dirigentes municipais.

Neste quadro, a CDU de Almada leva ao conhecimento público uma nota entregue no passado dia 15 de novembro de 2017 via correio eletrónico pelo Vereador Joaquim Judas à Presidente da Câmara Municipal de Almada, que clarifica precisamente a postura de abertura e transparência assumida pela CDU em todo este processo:

"Sra. Presidente da Câmara Municipal de Almada

Inês de Medeiros

Tal como já tive ocasião de lhe transmitir verbalmente, e por forma a que a transição de mandatos fosse realizada sem percalços, foi solicitado a todos os dirigentes dos serviços municipais que organizassem pastas e memorandos relativos a matérias e que à data do final do mandato de 2013-2017 se encontrassem à responsabilidade de cada um deles.

Essa tarefa foi executada e os materiais produzidos estão, desde aquela data, à disposição de Vossa Excelência e de quem entenda por bem disponibilizá-los.

Com a publicação do Despacho de atribuição de Pelouros, a Sr.ª Presidente da Câmara Municipal definiu objetivamente o quadro de responsabilidades executivas, bem como o estatuto de oposição entre os eleitos na Câmara Municipal.

Assim sendo, considero oportuno reafirmar junto de Vossa Excelência a minha total disponibilidade, bem como dos restantes vereadores eleitos pela CDU que exerceram funções executivas no mandato 2013-2017, para prestar eventuais esclarecimentos adicionais entendidos por necessários ao normal funcionamento da Câmara Municipal.

Com os meus cumprimentos.

Almada, 15 de novembro de 2017
Joaquim Judas
(Vereador)”